Uma bela homilia de São Gregório Magno sobre a dignidade de Maria Santíssima

Resultado de imagem para São Gregório Magno

“A beatíssima e sempre Virgem Maria, Mãe de Deus, pode ser chamada por esse nome, “montanha”. Sim, ela era uma montanha, que com a dignidade de sua eleição ultrapassou completamente a altura de cada criatura eleita. Não é Maria um monte alto? Pois Deus, para alcançar a concepção do Verbo eterno, levantou o ápice de seus méritos acima dos coros de anjos, até o limiar da divindade. Isaías disse em uma profecia: “nos últimos dias, o monte da casa do Senhor será feita a montanha mais alta” (Is 2:2). E esta montanha foi feita a montanha mais alta, porque a altura de Maria brilhou acima de todos os santos. Pois, assim como uma montanha implica altura, assim que a casa significa um lugar de habitação. Portanto, ela é chamada de montanha e casa, porque ela, iluminada por méritos incomparáveis, preparou um ventre sagrado para o Unigênito de Deus habitar

Por outro lado, Maria não teria se tornado uma montanha elevada acima dos picos das montanhas se não tivesse a fecundidade divina levantado-a a acima dos anjos. Além disso, ela não deveria ter se tornado a casa do Senhor, se não tivesse a divindade do Verbo assumido a humanidade e viesse habitar em seu ventre. Maria é justamente chamada de uma montanha rica em frutas, porque a melhor fruta nasceu dela, ou seja, um novo homem. E o profeta, considerando o quão bonita ela é, adornada com a glória de sua fecundidade, grita: “Porque brotará um rebento do tronco de Jessé, e um renovo frutificará de suas raízes” (Is 11, 1).

David, exultante com os frutos desta montanha, diz a Deus: ‘Que os povos te louvem, ó Senhor, que todos os povos te louvem. A terra produziu o seu fruto’ (Salmo 67, 6-7). Sim,a terra produziu o seu fruto, porque a Virgem não concebeu seu Filho pelo feito do homem, mas porque o Espírito Santo estendeu a sua sombra sobre ela. Portanto, o Senhor diz a Davi, rei e profeta: ‘Vou colocar o fruto do teu ventre em cima de seu trono’ (Salmo 132, 11).

Então Isaías diz: ‘E o fruto da terra será exaltado’ (Is 4,2). Para ele, quem a virgem pariu, não era apenas um homem santo, mas também o Deus forte. Isabel se refere a esta fruta quando ela cumprimenta a Virgem e diz: ‘Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.’ (Lc 1, 42). Maria é justamente chamada de montanha de Efraim, porque, enquanto ela se levantou pela dignidade inefável do nascimento divino, os galhos secos da condição humana floreceram novamente no fruto do seu ventre.”

(São Gregório Magno, Exposição sobre I Reis 1, 5;PL79:25-26)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s