O tesouro escondido

imagens1
Imagens encontradas na Igreja Matriz de Valença — Foto: Sérgio Alves/ Portal V1

Nessa quinta-feira (21 de Novembro de 2019), pedreiros encontraram uma imagem de Santa Teresa D’Ávila e outra de Santo Antônio de Pádua enterradas abaixo do altar da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Ó e Conceição, localizada em Valença do Piauí, município distante 216 km ao Sul de Teresina. O historiador Antônio José – entrevistado pela Globo – contou que as imagens foram enterradas pelo então pároco da cidade na década de 1960 com a justificativa de que a arquitetura da paróquia precisava se “atualizar” ao espírito das mudanças trazidas pelo Concílio Vaticano II. Segundo o historiador, as imagens foram enterradas pois a consciência do supracitado sacerdote não lhe permitiu desfazer-se delas, nem muito menos destruí-las: algo muito comum nos anos de implementação das novas reformas do Concílio.

O cintilante olhar da recém-descoberta imagem de Santo Antônio, lembra-nos muito o cenário atual da Igreja, onde, na busca pela verdade e diante do evidente agravamento da crise sob o atual pontificado, é cada vez maior o número de cardeais, bispos, padres e leigos que “desenterram” e reencontram o radiante tesouro da Tradição Católica, cujo brilho foi ofuscado tanto pela aplicação concreta do Concílio, como pelas reformas doutrinais aprovadas por ele (ex: liberdade religiosa, ecumenismo, etc.).  É o caso, por exemplo, que aconteceu esta semana com o Arcebispo Carlo Maria Viganò, que até pouco tempo defendia a chamada “hermenêutica da continuidade” dos documentos do Concílio, mas que, agora, afirmou ser forçado a reconhecer que já não pode mais “se cegar pela mentira predominante” de que todos os documentos conciliares podem ser lidos em continuidade com aquilo que sempre foi ensinado antes do Concílio (especialmente, segundo o Arcebispo, a Nostra Aetate e a Dignitatis Humanae). Outros que também são conhecidos por terem passado a criticar também os documentos e reformas conciliares são o Cardeal Raymond Leo Burke, dos Estados Unidos, e Dom Athanasius Schneider, bispo de Astana (Cazaquistão).

imagens2
Imagem de Santo Antônio de Pádua – Foto: Sérgio Alves/ Portal V1

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s