Deputados do PSL protocolam projeto de lei para proibir aborto em caso de estupro

60323314_2238010712946171_5819854645140389888_n

Nesta quarta-feira (15), os deputados do PSL Chris Tonietto e Filipe Barros protocolaram  o Projeto de Lei nº 2.893/2019 para revogar o artigo 128 do Código Penal, que consta sobre os casos de aborto não punidos por lei.

Caso aprovado, o projeto faria com que o Brasil seguisse o exemplo de nações pró-vida como Malta, Liechnstein e Irlanda do Norte, indo na contramão de países que permitem o procedimento como Cuba, China, Coréia do Norte e Cazaquistão.

De acordo com a última pesquisa do Datafolha sobre o tema, 41% dos brasileiros são favoráveis a criminalização total da prática; 34% favoráveis a lei atual; 16% favoráveis a exceções em mais casos e 6% favoráveis a sua legalização total. 46% também são favoráveis que o Estado tome medidas para incentivar as mulheres a não abortar seus filhos frutos de estupro.

Em suas redes sociais, a deputada – que é católica praticante e abertamente favorável à doutrina tradicional do Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo – chegou a chamar o projeto de “O projeto mais importante de nosso mandato”.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s